COMPLIANCE DIGITAL: TRANSPARENCIA E ACESSIBILIDADE NA GESTÃO PUBLICA
PDF

Palavras-chave

Economia
Gestão Pública
Sociedade.

Como Citar

Domingues, A. (2019). COMPLIANCE DIGITAL: TRANSPARENCIA E ACESSIBILIDADE NA GESTÃO PUBLICA. Revista Inteligência Competitiva, 9(1), 109–116. https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v9i1.305

Resumo

Este artigo versa sobre a dificuldade que a gestão publica tem em viabilizar informação clara e acessível ao contribuinte em suas variadas esferas, onerando seu modo de vida e em muitos casos burocratiza a movimentação social e econômica do individuo. Os Sistemas de Informação Pública em muitas capitais sofrem lentidão e atrasos em sua estrutura, gera falta de atendimento em todos os segmentos e a gestão não chega ao seu principal ator, o cidadão. Por tanto a tecnologia da informação ainda não oferece seu potencial, neste segmento devido ao fator constitucional e tributário que não consegue ter respostas imediatas e onerando a máquina pública e consequentemente a sociedade. Neste sentido o estudo objetiva explicar por meio de pesquisa quantitativa como método em uma autarquia de saúde pública como a tecnologia da informação pode contribuir efetivamente aumentar a qualidade dos resultados na gestão.

https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v9i1.305
PDF

Referências

BABAKUS, E.; BOLLER, G. W. An empirical assessment of the SERVQUA scale. Journal of Business Research, 24(3), 253-268, 1992.

BIANCOLINO, C. A.; KNIESS, C. T.; MACCARI, E. A.; RABECHINI JR., R. Protocolo para Elaboração de Relatos de Produção Técnica. Revista Gestão e Projetos, 3(2), 294-307, 2012.

CACERES, R.C.; PAPAROIDAMIS, N.G. Service Quality, Relationship Satisfaction, Trust, Commitment and Business-to-Business Loyalty. European Journal of Marketing, 41, 836-867, 2007.

CRONIN JR, J. J; TAYLOR, S. A. Measuring service quality: a reexamination and extension. The Journal of Marketing, 55–68, 1992.

DOMINGUES, A. A.; ROSINI, A. M.; PALMISANO, A.; DA SILVA, O. R. Gestão estratégica de tecnologia da informação: estudo sobre a aplicação da TI como suporte de decisão as organizações. In: XII CONTECSI - FEA/USP - Conferência Internacional sobre Sistemas de Informação e Gestão de Tecnologia, p. 1432-1448. São Paulo – SP, 2015.

DOMINGUES, A. A.; WALKER, E,; FLOYD-WHEELER, K. Governança de Tecnologia da Informação: Estudo sobre a Relação entre a T.I e a Governança Corporativa. In: XIII CONTECSI - FEA/USP - Conferência Internacional sobre Sistemas de Informação e Gestão de Tecnologia, p. 0195-0206. São Paulo – SP, 2016.

GRÖNROOS, C. Strategic Management and Marketing in Service Sector, Marketing Science Institute, Cambridge, MA, 1982.

GRÖNROOS, C. Service quality: the six criteria of good perceived service. Review of Business, 9(3), 10, 1988

HAIR, JOSEPH F.; ANDERSON, ROLPH E.; TATHAM, RONALD L.; BLACK, WILLIAM C. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman. Tradução da 5ª edição americana por Adonai Schlup Sant´Anna e Anselmo Chaves Neto, 2005.

LEHTINEN, U.; LEHTINEN, J. R. Service quality: a study of quality dimensions. Service Management Institute, 1982.

LEWIS, R. C.; BOOMS, B. H. The marketing aspects of service quality.Emerging Perspectives on Services Marketing, 65(4), 99-107, 1983

MAROCO, J. Analise estatística com a utilização do SPSS. Lisboa: Silabo, 2003

SALLÉ, M. IT Service Management and IT Governance: review, comparative analysis and their impact on utility computing. Hewlett-Packard Company, 8–17, 2004.

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) emhttp://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html

Downloads

Não há dados estatísticos.