Fusão entre ALL – América Latina Logística e Rumo Logística Operadora Multimodal: Uma Análise a partir da Visão Baseada em Recursos.
PDF

Palavras-chave

Inteligência Competitiva
Competitividade
Gestão

Como Citar

Leite, A. A. V., Agnolin, C. T., & Carvalho, C. E. (2017). Fusão entre ALL – América Latina Logística e Rumo Logística Operadora Multimodal: Uma Análise a partir da Visão Baseada em Recursos. Revista Inteligência Competitiva, 7(1), 91–128. https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v7i1.208

Resumo

Este artigo buscou analisar a negociação no setor logístico brasileiro entre a ALL – América Latina Logística e a empresa Rumo Logística, uma subsidiária da Cosan S.A. Foi desenvolvida uma descrição do processo de fusão, a verificação dos benefícios e impactos negativos da transação e a relação dos dados com a visão baseada em recursos. O estudo consiste em uma pesquisa cuja abordagem é exploratória. A pesquisa se classifica quanto ao enfoque como qualitativa. Com relação aos procedimentos, consiste em um estudo de caso. Foi possível constatar que as empresas envolvidas com o processo de fusão dispunham de recursos atraentes que se tornam complementares as operações das duas companhias, sendo de interesse a aquisição dos recursos da ALL – América Latina Logística por parte do grupo Cosan S.A, por meio de sua subsidiária Rumo Logística Operadora Multimodal. Também ilustra que a operação de fusão iniciou com o tratamento de divergências contratuais de transportes que foram amplamente debatidas e analisadas por ambas as empresas, mostrando a complexidade do tema. Evidenciou que os impactos gerados com a fusão foram benéficos para ambas às empresas. Conclui-se que processos de fusão e incorporação desta natureza permitem o alcance de vantagens competitivas pelo acesso a recursos.

 

Palavras-chave: Visão baseada em recursos. Recursos. Fusão.

https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v7i1.208
PDF

Referências

ALL – AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA, Curitiba, pt.all-logistica.com, seção A Empresa, disponível em: < http://pt.all-logistica.com/all/web/conteudo_pti.asp?idioma=0&tipo=27307 &conta=45 >, Acesso em: 21 jun. 2014.

ALL – AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA, Curitiba, 10 out. 2013, pt.all-logistica.com, seção Notícias, disponível em:< http://ri.alllogistica.com/allweb/conteudo_pt.asp?idioma=0&tipo=

&conta=28&id=182887 >, Acesso em: 21 jun. 2014.

ALL – AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA, Curitiba, 13 fev. 2014, pt.all-logistica.com, seção Notícias, disponível em:< http://ri.al-llogistica.com/all/web/conteudo_pt.asp?idioma=0&tipo =361&conta=28&id=188027 >, Acesso em: 21 jun.2014

ALL – AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA, Curitiba, 14 fev. 2014, pt.all-logistica.com, seção Notícias, disponível em: < http://ri.all-logistica.com/all/web/conteudo_pt.asp?idioma=0&tipo =361&conta=28&id=188011 >, Acesso em: 21 jun.2014.

ALPES CCTVM. Análise Fundamentalista da Cosan ON (CSAN3), disponível em: http://www.wintrade.com.br/site/ analise/Relatorios/CSAN3.pdf>, Acesso em: 21 jun. 2014.

BARNEY, J. Firm Resource and Sustained Competitive Advantage. Journal of Management. v. 17, n. 1, p. 99-120, 1991.

BARNEY, J. B.; HESTERLY, W. S. Administração estratégica e vantagem competitiva. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

BRASIL. Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976. Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Diário Oficial da União, Brasília, 17 dez. 1976 – suplemento, disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6404consol.htm>, Acesso em 06 de julho de 2014.

COSAN S.A., São Paulo, cosan.com.br, seção Perfil Corporativo, disponível em:

< http://ri.cosan.com.br /show.aspx?idCanal=v0TmpDlkjf1Xugd30CwwTg== > Acesso em: 21 jun.2014.

COSAN S.A, RUMO LOGÍSTICA, São Paulo, cosan.com.br/rumo, seção Modelo de Negócios, disponível em:< http://ri.cosan.com.br/show.aspx?idCanal=EpZ4IyZfv1HceE56ri FcCQ== >, Acesso em: 21 jun.2014.

COSAN S.A., São Paulo, 24 fev. 2014, cosan.com.br, seção Destaques RI, disponível em: , Acesso em: 21 jun. 2014.

COSAN S.A., São Paulo, 24 fev. 2014. Proposta de Associação Rumo e ALL, Apresentação Rumo e ALL, p. 3, 5, 8- 9, Disponível em: < http://cosan.riweb.com.br/ list.aspx?idCanal= BVpMbhxnLHk/rXp+GljJCg== >, Acesso em: 21 jun.2014.

COSAN S.A., São Paulo, 15 abr. 2014, cosan.com.br, seção Destaques RI, disponível em: < http://ri.cosan.com.br/list.aspx?idCanal=PfRkS+mTuf4B+WJVjZxV+w==&pagina=0 >, Acesso em: 21 jun. 2014.

COSAN S.A., São Paulo, 14 mai. 2014, cosan.com.br, seção Destaques RI, disponível em: < http://ri.cosan.com.br/list.aspx?idCanal=PfRkS+mTuf4B+WJVjZxV+w==&pagina=0 >, Acesso em: 21 jun. 2014.

COSTA, B. K. Estratégia: Aplicações setoriais e estudos de casos. Curitiba: Juruá, 2007.

DEPAMPHILIS, D. M., Mergers, Acquisitions and Other Restructuring Activities: An Integrated Approach to Process, Tools, Cases and Solutions. San Diego: Elsevier Science, p. 19-29, 2003.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas. São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, maio/jun. 1995.

GRADILONE, C. O Novo Rumo da ALL. Isto é Dinheiro, São Paulo, 17 abr. 2014, disponível em: < http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/dinheiro-em-acao/20140417/novo-rumo-all/147375.shtml >, Acesso em: 21 jun.2014.

HITT, M. A.; IRELAND, R. D.; HOSKISSON, R. E. Administração estratégica: competitividade e globalização. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

JOHNSON, G.; SCHOLES, K.; WHITTINGTON, R. Explorando a estratégia corporativa. Porto Alegre: Bookman, 2007.

PAMPLONA, N. Gás e Infraestrutura são as novas apostas da Cosan. Brasil Econômico, São Paulo, 23 abr. 2014, disponível em: < http://brasileconomico.ig.com.br/negocios/2014-04-23/gas-e-infraestrutura-sao-as-novas-apostas-da-cosan.html > Acesso em: 21 jun.2014.

PENROSE, E. T. A teoria do crescimento da firma. São Paulo: Editora: Unicamp, 2006.

PORTER; M. E. Vantagem competitiva: criando e sustentando desempenho superior. 12. ed., Rio de Janeiro: Campus, 1989.

PRAHALAD, C.K.; HAMEL, G. The core competence of the corporation. Harvard Business Review. n. 3, 1990.

PUPO, F. Cosan confirma proposta para incorporação da ALL pela Rumo. Valor Econômico, São Paulo, 24 fev. 2014, disponível em: < http://www.valor.com.br/empresas/ 3441076/cosan-confirma-proposta-para-incorporacao-da-all-pela-rumo >, Acesso em: 21 jun. 2014.

SCARAMUZZO, M. Cosan deve formalizar hoje oferta por ALL. O Estado de São Paulo, São Paulo, 24 fev. 2014, disponível em: < http://economia.estadao.com.br/noticias/geral, cosan-deve-formalizar-hoje-oferta-por-all-imp-, 1133793 >, Acesso em: 21 jun.2014.

_________. Os desafios da Cosan além dos trilhos. O Estado de São Paulo, São Paulo, 19 maio 2014, disponível em: < http://epocanegocios.globo.com/Inspiracao/Empresa/noticia/2014/05/os-desafios-da-cosan-alem-dos-trilhos.html >, Acesso em: 21 jun. 2014.

SCHULZE, W.S. The Two Schools of thought in resource-based theory. In: SHRIVASTA, P.; HUFF, A.S.; DUTTON, J. E. Advances in strategic management: resource-based of de view of the firm. v. 10, Greenwich, 1994.

TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. Gestão do Conhecimento. Porto Alegre: Bookman, 2004.

VALENTI, G.; PUPO, F.; RIBEIRO, I. ALL e Cosan avaliam fusão com a Rumo. Valor Econômico, São Paulo, 09 jan. 2014, disponível em: < http://www.valor.com.br/empresas/3389420/all-e-cosan-avaliam-fusao-com-rumo >, Acesso em: 21 jun. 2014.

VALENTI, G.; RIBEIRO, I. ALL e Rumo selam fusão e encerram litígio bilionário. Valor Econômico, São Paulo, 09 mai. 2014, disponível em: < http://www.valor.com.br/empresas/3541944/all-e-rumo-selam-fusao-e-encerram-litigio-bilionario >, Acesso em: 21 jun. 2014.

VASCONCELOS, F. C.; CYRINO, A. B. Vantagem competitiva: os modelos teóricos atuais e a convergência entre estratégia e teoria organizacional. Revista de Administração de Empresas. v. 40, n. 4, p. 20–37, 2000.

WALTER, G.; BARNEY J. Research Notes and Communications: Management Objectives in Mergers and Acquisitions. Strategic Management Journal. v. 11, n. 1, p. 79-86, jan. 1990.

WERNERFELT, B. A resource-based view of the firm. Strategic Management Journal. v. 5, p. 171-180, 1984.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) emhttp://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html

Downloads

Não há dados estatísticos.