ALINHAMENTO ESTRATÉGICO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA
ARTIGO - PDF

Palavras-chave

Tecnologia da informação
Inteligência competitiva
Estratégia corporativa

Como Citar

Rodrigues, L. C., & Fernandez, M. J. (2012). ALINHAMENTO ESTRATÉGICO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA. Revista Inteligência Competitiva, 1(3), 328–344. https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v1i3.20

Resumo

RESUMO

 

O sucesso de uma empresa hoje depende crescentemente, da estratégia de seu negócio. A estratégia de negócio, no entanto, requer eficácia operacional, que por sua vez, depende da sincronia entre a estratégia de negócio e os recursos capacitadores organizacionais: Tecnologia de Informação (TI) e Inteligência Competitiva (IC).  A TI é o mecanismo agilizador da realização da estratégia.  A IC alimenta as premissas do negócio. O objetivo desta pesquisa foi verificar a realização de tais premissas na percepção dos gerentes em nível médio da Cremer S/A, no processo de reestruturação de sua crise entre 1998 e 2001.  Realizou-se para tanto, uma pesquisa paramétrica entre os gerentes desta empresa. Verificou-se o nível de alinhamento da estratégia de TI e a estratégia corporativa, bem como o cumprimento dos processos de mudança orientados pelo sistema de IC da empresa, com base no Modelo do Processo de Sistema de Inteligência Competitiva (MOSIPIC), de Riccardi e Rodrigues (2003). Os principais resultados indicaram um excelente alinhamento da TI e consistente observância do processo e dos elementos do MOSIPIC.  Como o modelo propõe, a Cremer mostrou capacidade de recuperação, baseada numa sólida estratégia corporativa de recuperação.

 

Palavras-chave: Tecnologia da informação. Inteligência competitiva. Estratégia corporativa.

https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v1i3.20
ARTIGO - PDF

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) emhttp://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html

Downloads

Não há dados estatísticos.