TALENTOS GLOBAIS E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS: UMA ANÁLISE SOBRE AS EXPECTATIVAS DO INTERCÂMBIO SOCIAL DA AIESEC
PDF

Palavras-chave

Gestão

Como Citar

Barros, J. P. L. e, Tannhauser, C. L., Biegelmeyer, U. H., Pozzo, D. N., Fernandes, A. M., Craco, T., & Remussi, R. (2016). TALENTOS GLOBAIS E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS: UMA ANÁLISE SOBRE AS EXPECTATIVAS DO INTERCÂMBIO SOCIAL DA AIESEC. Revista Inteligência Competitiva, 6(4), 81–114. https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v6i4.187

Resumo

A crescente competitividade e pressão de mercado tem impulsionado a demanda por profissionais que se destacam por suas competências diferenciadas e que possuem denotada capacidade de resiliência. Para satisfazer este comportamento de mercado, os jovens profissionais vem buscando alternativas como o intercâmbio como forma de desenvolver competências e estabelecer vantagens competitivas.O presente artigo discute o intercâmbio - especificamente social -  como mecanismo de desenvolvimento profissional a partir da AIESEC, uma organização sem fins lucrativos cujo cunho principal é o desenvolvimento de competências profissionais, em especial de liderança, em jovens estudantes e profissionais. Desta forma, o objetivo geral deste trabalho é analisar comparativamente as expectativas e realizações dos intercambistas do programa "Talentos Globais" como forma de levantar a discussão sobre os efetivos resultados da imersão. A coleta consistiu em uma fase preliminar exploratória e qualitativa, com base em um roteiro semiestruturado, de forma que, a partir de sua análise, seja possível obter orientações que permitam ampliação do escopo da pesquisa para outros programas e configurações. Os dados tratados através de análise de discurso mostraram que há uma grande proximidade entre as expectativas e a realização, o que pode inicialmente apontar para a eficácia do intercâmbio social como mecanismo de desenvolvimento de competências como pode também indicar um "reajuste" de expectativas por parte dos entrevistados após a realização do intercâmbio, visto que a coleta foi realizada a posteriori

https://doi.org/10.24883/IberoamericanIC.v6i4.187
PDF

Referências

ALBIERO, A.L.M.; CANSI, A.; FALEIRO, F.L.; KUNIEDA, J.K.C.; LÍBERO, I.C.; OURA, L.B.; MUNHOZ, G.R.; OLIVEIRA, K.I.; PANZA, S.B.; PEREIRA, T.A.; REGLA, R.P.; AKURADA JUNIOR, T.; SOARES, A.L.P.P.P.; VECCHI, C.F. Uma Tarde na APAE: O Reconhecimento da Importância do Trabalho Voluntário. In: XIX Encontro Nacional de Grupos PET. Maringá, Agosto, 2014.

ALVES, Paulo; MAIA, Tania. Globalização: Considerações Contemporâneas. Revista Diálogos Interdisciplinares, São Paulo, v.2, nº2, p. 234-245, 2013.

CHAGAS, Maurício da Conceição. Engajamento voluntário e estimulações para atuar na AIESEC. Porto Alegre, p. 1-80, 2014.

GEE, James Paul. An Introduction to Discourse Analysis: Theory and Method. Abingdon, UK and New York, USA: Routledge, 4th ed., 2014. 238p. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=4U3IAgAAQBAJ&oi=fnd&pg=PP1&dq=discourse+analysis&ots=iP5Lnib_nd&sig=ZpSVmyVb2Kgnupac4EfGWFOnfBE#v=onepage&q&f=false>. Acesso em: 21 out. 2015.

PARRA, Rute Isabel Cruz e Silva. Competências de empregabilidade: Exploração do mercado de trabalho português. Setúbal, p. 1-89, 2014.

STYLIANOS, P., GEORGIOS, A., VASILIK, K., LABROS, S.. The Erasmus student mobility program and its contribution to multicultural education: The case of Technological Education Institute of Thessaly. Journal of Educational and Social Research, p. 181-200, 2013.

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) emhttp://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html

Downloads

Não há dados estatísticos.